Lili poeta por Marli

Quem dera, todo poeta tivesse uma estrela na ponta do dedo ...

Textos


Essa fotografia eu peguei do ORKUT de alguém


Debaixo dos Caracóis dos seus Cabelos




Alguém falou um dia que o padre vem diretamente do coração de Deus para o coração do mundo e que carrega o mistério em vaso de barro. Ele deixa tudo para trás para refazer seu caminho junto com um povo, em síntese, desconhecido e cheio das dores humanas. E não cai numa comunidade de paraquedas, antes de qualquer coisa precisa estudar e percorrer um caminho árduo até ser ungido sacerdote.

Cabe-nos lembrar que Jesus antes de ir para o Pai, pediu a ele pelos seus sacerdotes: “Pai, guarda-os do mal. Santifica-os pela verdade, pois neles sou glorificado” (João 17, 15.17.10)

E assim, o dia dedicado a Nossa Senhora de Lourdes, foi o mesmo que ele escolheu para sua ordenação presbiteral. Talvez porque era necessário dizer um SIM definitivo como aquele dito por MARIA DE NAZARÉ. Foi um sim de entusiasmo, que o levou longe dos seus. Foi um sim de coragem de deixar uma juventude de grandes arroubos para se jogar de corpo e alma no Projeto de Deus.

Houve quem o olhasse como um estranho e quem se perguntasse com certa desconfiança: Que aconteceu com um jovem tão bonito? Foi desilusão amorosa? Falta de coragem para enfrentar o mundo? Teve medo de formar uma família? Quantas perguntas inúteis... Esses já eram os planos do Altíssimo para o jovem de cabelos encaracolados que ousou amar como Jesus amou e sonhar com um mundo melhor para todos os homens. O que mais teve, foi coragem para abrir mão de uma vida confortável junto de seus familiares para ir viver no meio do povo, sempre na inquietude de que haveria de levar apenas um par de sandálias, ainda que bem modernas.

Chegou em nossa comunidade, dando trabalho para as Pastorais. Desafiou a cada agente de pastoral a modificar, ampliar, sonhar e ousar com uma comunidade ainda melhor.

Quando foi necessário, teve a coragem de intimar a assembléia para ajudar financeiramente com os projetos paroquiais e pastorais. Arregaçou as mangas, gritou os números do bingo, foi em busca de prêmios para as rifas e comprometeu-se com a liturgia e com o dom do entendimento. Alcançou os ouvidos e o coração do povo, com seu falar manso e humilde de coração.

Deu palpite em tudo, nem sempre convenceu, nunca foi unanimidade, mas fez a diferença nos resultados. Convenceu a todos de que um momento mais íntimo com São José era preciso. E nós o acompanhamos de madrugada para louvar o nosso padroeiro.

- O padre novinho dos cabelos encaracolados, dizia-se dele em conversas paralelas...
- Aquele que diz na homilia palavras que entendemos, dizia-se dele entre os adolescentes...
- Um padre que almoça com a gente, dizia-se dele entre os mais pobres...

Deixou escrito que é um entusiasta e corajoso, que almeja a primavera e que sobe a montanha do hodierno para ver abaixo de si próprio o mesquinho charlatanismo da política atual e do egoísmo das pessoas.

Este é o Padre Martins, SACERDOTE, PROFETA e REI-PASTOR, que exercita diariamente seu tríplice MUNUS e, que vai à casa dos abastados e bebe com eles do melhor vinho e que também vai à casa dos pobres e come pão com ovo mexido como se aquilo fosse um manjar dos reis.

Este é o Padre Martins, que a exemplo de Francisco, aquele de Assis, ama os animais e os trata com carinho. Que tem paciência com os jovens e com os idosos. Que sabe cativar a criança e olha em nossos olhos enquanto conversamos.

Nossa comunidade não se esquecerá dos caracóis dos seus cabelos, nem do seu sorriso, nem das suas homilias ditas com palavras simples e que tocam o coração do povo.

O que desejamos é que nesse seu novo projeto, você possa encontrar uma nova comunidade de braços abertos para acolhê-lo tão amorosamente como o fizemos aqui na Paróquia de São José do Capão Raso.

Que debaixo dos caracóis dos seus cabelos haja sempre lugar para o mais pobre, para o necessitado de pão material e espiritual.

Que debaixo dos caracóis dos seus cabelos, haja discernimento para perceber e distinguir o certo do errado e, que ao cometer um erro, você tenha a coragem de voltar atrás e refazer o caminho.

Que debaixo dos caracóis dos seus cabelos, haja sempre um pensamento para o diferente, para o desajustado, para aquele que tem sede de Deus, mas não o conhece nem o ama tanto quanto você o ama e o conhece tão bem.

Que debaixo dos caracóis dos seus cabelos, você não precipite decisões, sem antes ouvir todas as partes envolvidas e que tudo seja sempre feito à luz da justiça divina.

Que Nossa Senhora de Lourdes seja portadora de todas as nossas orações para você, em suas novas atribuições.

Que Maria Santíssima, a auxiliadora em todas as nossas dificuldades e medianeira de todas as nossas causas, cubra a sua vida com seu lindo manto protetor. E que você tenha de nós, o carinho que somente os VERDADEIROS AMIGOS possuem.

Que São José, padroeiro de nossa Paróquia seja seu protetor e guia em toda a sua caminhada pastoral.

Que Deus guarde a sua nova casa e o seu coração!


Lili Maia
Enviado por Lili Maia em 18/06/2011
Alterado em 18/06/2011
Copyright © 2011. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Tela de Claude Monet
Site do Escritor criado por Recanto das Letras